Busca Avançada
Agenda Não Liberal da Inclusão Social no Brasil
ESGOTADO

Editora: Cortez
Autor: Vários Autores
Páginas: 162
PRAZO DE ENTREGA:

 
Produto esgotado.



SINOPSE:

O que o Brasil precisa fazer para reverter o processo de exclusão e estar entre os países com os melhores índices de bem-estar social? A resposta a essa pergunta é quase sempre uma generalização do tipo ³investir em educação, saúde, saneamento...² E esta é a diferença que torna este atlas singular: a corajosa proposta de uma equipe de pesquisadores, coordenada pelo economista Marcio Pochmann, de apresentar não apenas um discurso, mas apontar, de forma direta, os investimentos necessários para que o país alcance um nível intermediário e/ou avançado de inclusão. Disso resultou a agenda não-liberal de inclusão social para o período de 2005 a 2020 para que o Brasil possa alcançar uma posição superior à atual em termos de padrão intermediário ou avançado de inclusão social. Para alcançar o padrão intermediário, o país precisaria investir anualmente 14,5% do Produto Interno Bruto em oito complexos sociais selecionados, durante esse período. Se o objetivo for o padrão avançado de inclusão, seriam necessários investimentos anuais da ordem de 27,6% do PIB. Trata-se, pois, de um trabalho que servirá de referência para os governos, em suas várias esferas, interessados em promover o bem-estar da população.