Busca Avançada
1968 - O Ano que Abalou o Mundo
ESGOTADO

Editora: José Olympio
Autor: mark Kurlansky
Páginas: 570
PRAZO DE ENTREGA:

 
Produto esgotado.



SINOPSE:

No livro 1968 - O ano que abalou o mundo, o pesquisador Mark Kurlansky revive detalhadamente toda a história política e cultural desses doze meses cruciais para a sociedade contemporânea. Foi uma época de mudanças extremas, onde tudo - música, política, cinema, comportamento, economia, imprensa - foi posto abaixo para ser reconstruído de maneiras absolutamente novas. Da invasão da Checoslováquia à queda de Nixon, Kurlansky analisa o dia-a-dia desse ano fervilhante e turbulento através de uma perspectiva global e um texto atraente.Dando a entender que seria um ano bem ordenado, 1968 começou numa segunda-feira. O Papa Paulo VI declarou que aquele 1º de janeiro seria um dia de paz, motivando uma trégua na Guerra do Vietnã. Ao mesmo tempo, a manchete da primeira página do jornal The New York Times dizia: "O mundo dá adeus a um ano violento". Tudo isso, no entanto, não passava de um alarme falso. A verdade é que nunca houve ano mais atribulado do que 1968: a guerra tornou-se mais terrível do que nunca, Martin Luther King e Robert Kennedy foram assassinados, a Convenção Nacional Democrata de Chicago resultou em tumultos generalizados, o Festival de Cannes e a Bienal de Veneza foram fechados, a União Soviética começou a ruir, o concurso de Miss América foi interrompido por manifestações feministas... O que mais impressiona durante a leitura de 1968 - O ano que abalou o mundo é o fato de, num planeta ainda distante daquilo que ficou conhecido como "globalização", ter ocorrido o que o autor considera uma "combustão espontânea de espíritos rebeldes no mundo inteiro": habitantes dos mais diversos lugares se rebelaram em torno de diferentes questões, tendo como objetivo comum a necessidade de derrubar a ordem estabelecida. Nada foi planejado ou organizado; simplesmente aconteceu.Para o jornal The Capital Times, "Kurlansky escreveu a obra definitiva sobre a história popular do ano que realmente abalou o mundo"