á Busca Avanšada
Revista Perseu N° 07: História, Memória e Política
ESGOTADO

Editora: Perseu Abramo
Autor: Vários Autores
P?ginas: 301
PRAZO DE ENTREGA:

 
Produto esgotado.



SINOPSE:

O sétimo número de PERSEU: HISTÓRIA, MEMÓRIA E POLÍTICA traz o dossiê “Mulheres: Esquerdas, Política e Trabalho” , composto por quatro textos. O primeiro traz uma reflexão, de forma comparada, sobre aspectos da moral revolucionária forjada por duas organizações de esquerda armada – a brasileira ALN e a argentina PRT-ERP. O segundo, utiliza da história oral de vida e da experiência de mulheres na cidade de Osasco, durante greve de 1968. O artigo seguinte busca traçar uma história da discussão em torno da invisibilidade do trabalho doméstico realizada pelos feminismos do Cone Sul. Por fim, o último texto do Dossiê analisa os usos que foram feitos do passado de Dilma Rousseff no período da campanha que a conduziu à Presidência da República.
Ao dossiê segue o habitual conjunto documental e iconográfico dedicado à luta das mulheres do Partido dos Trabalhadores, trazendo documentação que cobre o período de 1982 a 2005. Em seguida, um conjunto de documentos textuais e iconográficos sobre o PT e luta das mulheres. Na seção de Artigos, outros quatros textos. O primeiro reflexão acerca do antigo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), entre 1945 e 1964, dando especial atenção ao diretório gaúcho do partido. O seguinte analisa relações estabelecidas entre os “setores católicos” e o Partido dos Trabalhadores (PT) na região da Grande São Paulo durante os anos de 1978 e 1982. O terceiro analisa a história do Partido dos Trabalhadores na cidade de Maringá (PR), desde sua fundação até o ano 2000, quando conquistou a prefeitura do município, para contribuir para a compreensão das diferentes dimensões da práxis do PT nesse território e sua conversão em força organizada capaz de disputar a hegemonia política. Concluindo a seção Artigos, PERSEU traz o último deles enfocando as relações entre a cinebiografia e a História, discutindo como as representações daí oriundas podem reforçar uma visão equivocada sobre a História operária no Brasil e, para tanto, faz uso do filme Lula, o Filho do Brasil.