Busca Avançada
Patriarca e o Bacharel, O
ESGOTADO

Editora: Alameda
Autor: Luíz Martins
P?ginas: 204
PRAZO DE ENTREGA:

 
Produto esgotado.



SINOPSE:

Os bacharéis que fizeram a República em 1889 viveram um sentimento bastante difundido de remorso em relação  própria atuação histórica, numa situação verdadeiramente edipiana, de revolta de filhos contra pais. Esta é a análise central do livro O patriarca e o bacharel, de Luís Martins, um livro publicado originalmente em 1953 e elogiado por grandes nomes da cultura brasileira, que a editora Alameda relança agora. O livro retrata como os homens que fizeram a República passaram a questioná-la ou, até, tornaram-se defensores da monarquia e de D. Pedro II. Martins usa como fonte álbuns e documentações privadas e livros de republicamos de primeira hora, além de recorrer a Gilberto Freyre e s idéias de Freud para analisar a política brasileira num momento crucial. Para Martins, D. Pedro II, com sua imensa barba, representou a figura do pai e do patriarca conservador, contra a qual se insurgiram os jovens e rebeldes bacharéis republicanos, filhos da sociedade patriarcal. Os representantes da República atacam e, simbolicamente, matam Dom Pedro II, vivendo, depois, o resentimento de remorso.